Tuesday, November 27, 2012

Pelas trilhas do diabo velho. [Mochilão #2]

Se quer fontes mais confiáveis, aqui não é o lugar. Mais tenho algo pra te contar. A tal da estrada rodoviária chamada Anhanguera tem esse nome em homenagem ao bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva. Diz a lenda que Bartolomeu era chamado de Anhanguera - que em alguma língua indígena quer dizer "diabo velho" - porque herdou o apelido do pai. Conta-se que uma vez ele (o pai) colocou fogo num pouco de aguardente pra amendrontar os índios e fazê-los revelarem o lugar de uma jazida de ouro. Os índios ficaram com medo porque acreditaram que ele poderia fazer a mesma coisa com os rios. Sabe aquela estátua que fica na frente do Parque Trianon em São Paulo? Pois bem, Bartolomeu Bueno da Silva. Anhanguera foi o mais memorável colonizador de Goiás, que antes era chamada de Capitania de Goyaz. Ta vendo esse brasão? Repare nas labaredas de fogo na parte inferior. Representa o bandeirante ateando fogo no prato de aguardente. 

Estou fazendo hora numa lan house aqui em Goiânia. Numa próxima oportunidade, contarei minhas impressões da cidade. 

6 comments:

Enio Everton said...

Olha que bonito, que apresentável. Sem inovações estéticas desnecessárias e fácil para os olhos entenderem onde uma palavra acaba, e a outra termina.

E além de tudo, o contexto histórico está correto! :)

Enio Everton said...

A única correção que eu faria era trocar a frase "Anhanguera foi o mais memorável colonizador de Goiás" por "Anhanguera foi o mais cruel escravizador de índios de Goias".

sandre quirino said...
This comment has been removed by the author.
sandre quirino said...

Eu também sou da mesma opinião. Mas nossa cidade natal os venera. Estão nos monumentos, nomes de avenidas. E muito progressistas também. Devia ter colocado entre aspas. Aí ficaria evidente o sarcasmo da frase "o mais memorável". Tomarei cuidado na próxima vez professor. ahahah.

Enio Vieira said...

Hahahahaha

Interessante saber que não são só os paulistas que tem essa ideia heroica dos Bandeirantes. No Estados do sul eles são vistos como vilões, segundo meus professor gaúcho.

Evelin Gonçalves said...

Sobre essa discussão de nomes aí que vocês fazem, a gente tem uma mania idiota de dar nomes estúpidos às ruas. "Rod Dutra", "Castelo Branco", todo o clã Maluf. Afffe.
Avenida Vladimir Herzog logo foi vetada. Aparentemente as ruas também são subversivas.

Enfim, ótimo relato, Sandrito.

Beijo