Friday, February 24, 2012

nineteen eighty-four - george orwell (1948)

se há uma verdade ela é: não julgue um livro pela capa. tempos atrás alguém falou desse livro, me emprestou e na estante ficou por anos. toda vez que pegava - exatamente essa capa ao lado - eu não tinha interesse nenhum em ler. isso mesmo, puro preconceito que já não tenho mais com capas de livros. o livro em questão, 1984, simplesmente foi um marco pra mim. à época, me revelou muitas coisas, mudou minha visão em relação ao mundo e minha vida, sem exageros. não sei se o leria novamente, acho que não. já tentei, em inglês, mas não foi. a coisa é que o mundo que te cerca é cheio de referências a essa obra-prima da literatura. não deixe de ler e se revolte também. um pouco de revolta não faz mal a ninguém. 

1984 retrata o cotidiano de um regime político totalitário e repressivo no ano homônimo. wilson smith, um homem com uma vida aparentemente insignificante, que recebe a tarefa de perpetuar a propaganda do regime através da falsificação de documentos públicos e da literatura a fim de que o governo esteja sempre correto no que faz. smith fica cada vez mais desiludido com sua existência miserável e assim começa um rebelião contra o sistema. o romance fala sobre liberdade individual, sobre governos controlando e fiscalizando a vida dos cidadãos e apesar de ter sido escrito em 1948, é bem atual. muitos termos e conceitos do livro estão hoje em dia no vernáculo popular, como a palavra big brother.

1 comment:

Evelin Gonçalves said...

Esse livro é genial e também foi um marco para mim.
Eu tenho e vira e mexe vou lá dar uma lidinha em qualquer página aleatória.