Tuesday, April 12, 2011

ciclovia rio pinheiros e a volta pedalando [bike #9]

mais um passeio com os chave-de-boca, dessa vez pra conhecer a ciclovia rio pinheiros. saí pedalando da casa dos meus pais no jardim penha rumo a estação eng. goulart. no caminho encontro marcos e clélia na av. assis ribeiro. dia bonito, por volta das sete da manhã já dava pra ver que o dia seria de sol quente. 

partindo da estação da cptm eng. goulart até a estação brás. encontra o felipe paciullo, toma um cafezinho, conexão com o metrô até a estação barra funda. pega o trem até estação presidente altino e depois até a estação vila olímpia. (é isso?) meu, sem contar as escadas (não pode usar a escada rolante, mas é fácil dar uma de joão-sem-braço e usar como se não soubesse. nesse horário de domingo as estações não relativamente vazias). no final, duas longas horas pra chegar no acesso a ciclovia rio pinheiros.

não desanime. depois de duas horas de trem você não precisa subir as escadas pra atravessar a passarela com a bike no ombro. no acesso à ciclovia foi instalado esse negócio (qual o nome disso?) pra facilitar a subida das bikes. é só encaixar o pneu ali e empurrar a bicicleta. simples e sagaz.

a ciclovia rio pinheiros vai da estação vila olímpia até proximidades da estação jurubatuba, ao todo 14km. alguns pontos de apoio com banheiro (não muitos), muita gente pedalando com a família, outros sozinhos, grupos de ciclistas treinando, tem de tudo. o foda é aguentar o cheiro do rio pinheiros. é uma pena ver aquela poluição toda. toneladas de lixo boiando e um monte de merda. mesmo assim você vê pássaros e capivaras ao longo da margem. 

o conserto paliativo do rolê (eu dira serviço profissional) foi no freio da clélia. tudo bem, eu não sabia o que estava fazendo, mas no final das contas, ficou bom. anota aí marcos.

clélia e marcos optaram por voltar de trem, devido a compromissos familiares. paciullo e eu resolvemos voltar pedalando. saímos da ciclovia rio pinheiros e pegamos a ciclofaixa cidade de são paulo até o parque ibirapuera. parada pro almoço.

depois da parada subimos até a paulista, chegando na altura do metrô paraíso. o paciullo teve a brilhante idéia de voltar pela vergueiro, pegando a motofaixa até a sé. lindo! nenhuma moto, parecia ciclovia. e só descida, pra ficar perfeito.

passando pelo centro. catedral da sé vista da praça joão mendes e depois da altura do viaduto indo pra rangel pestana. a chuva estava caindo leve. voltamos pelos bairros do brás, bresser, belém, tatuapé e pela radialzinha até a penha. abaixo, grafites no muro do trem ao longo da radialzinha e uma heineken gelada no bar do alemão, vila matilde.

bikers: clélia, marcos, paciullo e sandre.

4 comments:

Ricardo Campanille said...

Massa esse rolê, hein!
Tomara que quando se repetir eu possa ir.

Flw!

Sandre Quirino said...

demorou, esse rolê é bem legal mesmo. e mesmo repetindo o trajeto, mudando os bikers, o rolê muda também.

volte logo.

domingo agora tem aeroporto de novo. mas eu não vou. tenho uma trilha com o pessoal da escola e virada cultural.

abração.

Marcos said...

E o legal é que agora que estamos pegando experiência em caminhos, podemos ter mais opções de ida e volta.

P.S.: Aqueles negócios na escada da Ciclovia se chama CANALETA..rsrs

Sara said...

Eu adoraria fazer essas viagens em algum ponto, eu acho que é importante, pois ajudou a crescer aa a pensar que talvez você fazer no próximo ano, quando nao trabale em Pinheiros